O curta “Eu não quero voltar sozinho”

De uma simplicidade enorme. Falas comuns, mas de grande análise. Abordagem bem feita. Personagens característicos. Desenvolvimento que prende e final que “deu tudo certo”.

Ele simplifica sem desmerecer a fase da adolescência confusa de três jovens que se sentem presos a uma certa condição ou sentimento que é tabu. O fato de ter um melhor amigo é ótimo, não é? Mas perceber que está o amando de forma diferente pode abalar a amizade e colocar nossa mente em curto circuito. Ser cego em um mundo repleto de cores e invenções diferentes, deve ser muito duro. Ser novo em um escola e se apaixonar, otimo. Se for recíproco, claro!

A trama é explicada nos seus 17 minutos. O que é o admirável, pois coloca a dúvida e consegue respondê-la dentro do tempo.  Com atividades do cotidiano, esse curta mostra como nossos sentimentos podem atingir nossa vida e nos proporcionar novas experiências.  Colocando em pauta um assunto ainda polêmico, a homossexualidade. O autor aborda isso de uma forma doce e inocente.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s