A culpa é das estrelas

TFiOS2-horz

A História é narrada por Hazel Grace Lancaster, uma paciente terminal, que por um chamado milagre seu tumor diminui, o que à ajuda a ter uma esperança maior de vida.
Sua mãe a coloca em um grupo de apoio(contra sua vontade), do qual é formado por outros paciente com câncer e em remissão . Lá ela  conhece Isaac e Gus. Isaac tem um câncer nos olhos, que no decorrer do livro passa por uma cirurgia da qual o deixa cego. Mas lhe dá quase certeza que o tratamento sera eficaz. E Augustus Waters  o charmoso garoto de olhos azuis que tem a metáfora do cigarro, ele coloca o que pode matá-lo na boca, mas não dá o poder para que o mate .Rouba o coração da doce Hazel possui osteossarcoma (no momento em remissão), que infelizmente após uma cirurgia para retirada de um tumor teve uma perna amputada. Mas esta em um tratamento com grandes expectativas de cura.
Os três passam por conflitos internos e recaídas por conta da doença. Porém a amizade os ajudou a passar por alguns momentos de desespero.
Hazel e Gus se conhecem melhor e por conta das conversas reflexivas, poéticas, existências  e por muitas vezes metafóricas retratadas em cada pagina do livro. Eles se apaixonam. Criando o a grande marca do amor e de todo enredo do livro – “Ok?” “Ok”. Um modo de falar um para o outro que o amor deles sera para sempre.
Hazel tem um livro favorito “Uma aflição imperial” de Peter Van Houten. Esta obra te um final enigmático e não conclusivo, que gera diversas questões na mente da garota. Gus por sua vez, lê o livro também, e se depara com as mesmas questões. E em um ato de puro amor e um “desejo” realizado pela ajuda do efeito colateral do câncer. Gus,Hazel e a mãe da Hazel vão ao encontro de Peter que mora na Holanda . Um escritor ranzinza que não responde a nenhuma das perguntas dos jovens, deixando Hazel desapontada. Porém, essa viajem proporciona momentos inesquecíveis para o casal.Na volta Hazel descobre que o cancêr de Gus atacou mais uma vez. O colocando-o de novo na rotina de exaustivos tratamentos e idas e vindas para o hospital.
Uma parte triste e chocante é a cena que o Gus sai para comprar um maço novo de cigarros, passa mal, liga para Hazel e ela se desespera ao encontra-lo repleto de vomito e sem forças para se mexer. Demostrando assim que seus tratamentos estavam nulos e seu estado se agravava cada vez mais.
Ao ver sua doença o deteriora-lo cada diz mais, Gus decide fazer um pré memorial. Do qual pedi para Hazel e Isaac declamarem seus “discursos” de condolências a ele.
8 dias depois Gus morreu, contrariando sinceramente todas as minhas visões do final do livro, as quais esperava a morte da Hazel primeiro (acho que Green quis demostrar esperança, talvez)
Os pais de Hazel a avisam que dias antes de Gus morrer, em seus momentos de lucidez  ele escrevia em um caderninho. Todos o procuram por todos os cantos até que Hazel pensa na ideia dele ter enviado para Peter. A garota entra em contato com Lidewij Viegenthar ( ex secretaria de Peter, que se demitiu após presenciar a agressividade do escritor com Gus e Hazel) que acha uma carta de Gus para Peter, falando sobre Hazel.
O livro acaba com essa carta, da qual Augustus relata como é amar Hazel Grace e por que ele a ama tanto. No ultimo paragrafo ele diz as palavras que marcaram totalmente minha vida “O que mais? Ela é tão linda! Não me canso de olhar para ela.Não me preocupo se ela é mais inteligente que eu: sei que é. É engraçada sem nunca ser má. Eu a amo.Sou muito sortudo por amá-la, Van Hounten. Não dá para escolher se você vai ou não vai se ferir neste mundo, meu velho, mas é possível escolher quem vai feri-lo. Eu aceito minhas escolhas. Espero que a Hazel aceite as dela.” e a pequena e mais dolorosa frase do livro “Eu aceito Augustus. Eu aceito.”

Dados extras:

Paginas: 286
Escritor: John Green
Ano: 2012
25 capítulos 
Narração em 1º pessoa

Trechos favoritos

Não sou formada em matemática, mas sei de uma coisa: existe uma quantidade infinita de números entre 0 e 1. Tem o 0,1 e o 0,12 e o 0,112 e uma infinidade de outros. Obviamente, existe um conjunto ainda maior entre o 0 e o 2, ou entre o 0 e o 1 milhão. Alguns infinitos são maiores que outros… Há dias, muitos deles, em que fico zangada com o tamanho do meu conjunto ilimitado. Eu queria mais números do que provavelmente vou ter.…

O.k. – ele disse, depois do que pareceu ser uma eternidade. – Talvez o.k. venha a ser o nosso sempre.

O lar é onde fica o coração

Nos dias mais sombrios, o Senhor coloca as melhores pessoas na sua vida.

Não dá para escolher se você vai ou não vai se ferir neste mundo, meu velho, mas é possível escolher quem vai feri-lo.
Meus pensamentos são estrelas que eu não consigo arrumar em constelações.
Anúncios

Uma opinião sobre “A culpa é das estrelas

  1. Pingback: A culpa é das estrelas. | Happiness of Coffe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s